ÚLTIMAS NOTÍCIAS

28-Novembro-2014 Hora 07:22   Pesquisadores brasileiros descobrem primeiro alérgeno da mandioca.


 

 

Um grupo de médicos da Associação Brasileira de Alergia e Imunologia (ASBAI) e do Hospital das Clínicas de São Paulo realiza, juntamente com o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), uma pesquisa que visa identificar novos componentes alérgenos que se diferenciam de acordo com cada região do Brasil.

 

O Grupo de Estudos de Novos Alérgenos Regionais (GENAR), liderado pelo Dr. Fábio Morato Castro, iniciou a pesquisa há pouco mais de cinco anos, e foi responsável pela descoberta da primeira caracterização do alérgeno da proteína da mandioca. O feito foi reconhecido mundialmente pela International Union of Immunology Societies (IUIS).

 

A ideia é procurar alérgenos desconhecidos, regionais, e não os mais prevalentes. O Brasil é muito grande, com uma das maiores biodiversidades do mundo, com alimentos característicos em diversas regiões. A mandioca, por exemplo, vem sendo usada não só na culinária como também na produção de remédios e na indústria.

 

O primeiro caso de anafilaxia grave à mandioca foi em 2004, hoje já são muitos. Ainda constatou-se que a mandioca provoca reação cruzada com o látex da borracha. Em outro estudo em andamento, na cidade de Fortaleza, a investigação gira em torno da alergia ao pólen do caju.

 

A identificação desses alérgenos vai da Clínica à Biologia Molecular, utilizando também a Bioinformática. Outro exemplo citado pelo Dr. Fábio são as diferentes espécies de vespas. “No Brasil, temos, pelo menos, 400 espécies de vespas, muitas delas não estudadas em outros países. Isso é fundamental para a melhora do diagnóstico e do tratamento específico”, explica.

 

As mais recentes descobertas do GENAR serão apresentadas durante o WISC 2014 – Conferência Científica Internacional da WAO (World Allergy Organization), que acontecerá em conjunto com o XLI Congresso Anual da Associação Brasileira de Alergia e Imunologia (ASBAI).

 

Com o tema “Avançando as Fronteiras da Alergia: a partir de tratamento para a prevenção, visando o meio ambiente, infecções e o paciente suscetível”, o evento espera reunir mais de 1.500 pessoas. O congresso acontece de 06 a 09 de dezembro, no SulAmérica Convention Center, no Rio de Janeiro, RJ.

NOTÍCIAS ANTERIORES

Veja Mais

Sky Brasil comunicação e marketing - Todos direitos reservados